Noticias

08.03.2020

image56

DECO lança linha do consumidor: dúvidas de viagens COVID-19

 A DECO tem uma linha telefónica para esclarecer os consumidores viajantes preocupados com a epidemia de Covid-19. A linha "Dúvidas sobre viagens COVID-19", número telefónico 21 371 02 82, pretende prestar aos consumidores esclarecimento jurídico (e não sobre cuidados de saúde ou médicos) que, perante o atual surto provocado pelo novo coronavírus, queiram elucidar dúvidas acerca de viagens marcadas e de eventuais cancelamentos.

Através desta linha telefónica, a DECO procurará esclarecer sobre direitos, documentos, soluções e até indicar dicas práticas aos consumidores, sobretudo os que têm viagens marcadas para as próximas semanas. Se for necessário, a DECO atuará através da mediação dos conflitos de consumo. 

Os juristas da Deco que atenderão os pedidos de esclarecimento vão solicitar aos consumidores informações específicas, como datas e localização da viagem, alojamento, o tipo de viagem (se é organizada, por exemplo), e vão verificar informações sobre o destino, se tem surto de epidemia declarado ou não, ou alguma recomendação oficial para não viajar. Assim, estarão em condições de informar cada consumidor sobre o que pode fazer, se quiser cancelar a deslocação, e quais os seus direitos específicos.

O aconselhamento da Deco, naquela linha, dirige-se a todos os consumidores, incluindo escolas que contrataram viagens organizadas, consumidores com reservas de voos e alojamento, tentando acautelar os direitos de todos.

Caso precise de informações sobre viagens e o COVID-19 ligue 21 371 02 82. Conte connosco.

Para estas e outras informações saiba que a DECO Alentejo está a sua espera no Oficina do Empreendedor em Odemira, das 12h00 às 15h00 na 3.ª quinta-feira do mês


PodCAst: https://soundcloud.com/user-273643624/deco-corona-virus

07.03.2020

image57

ASSEMBLEIA MUNICIPAL APROVA POR UNANIMIDADE UMA MOÇÃO SOBRE O “ACESSO À SAÚDE NO CONCELHO DE ODEMIRA”

Foi aprovada por unanimidade de todas as forças políticas (PS, CDU, PSD e BE), na Assembleia Municipal de Odemira, de 20 de fevereiro, uma Moção apresentada pela bancada do PS sobre o estado crítico vivido em Odemira no setor da saúde.

A Assembleia Municipal de Odemira deliberou na passada sexta-feira, dia 28 de Fevereiro, por maioria e por proposta do eleito do Bloco de Esquerda, Pedro Gonçalves, “exigir ao Governo que sejam tomadas medidas imediatas de forma a suprir as carências em matéria de saúde dos habitantes do Concelho de Odemira.”
É gritante o número de utentes sem acesso a um médico de família e visível a contínua falta de investimento em meios humanos e infraestruturas na área da saúde – nomeadamente, em Sabóia e em Vila Nova de Milfontes –, o que se traduz por um excessivo tempo de espera nas consultas em várias extensões de saúde no Concelho de Odemira. Há utentes a dormir à porta destas extensões de saúde para conseguirem uma simples consulta de recurso!
Na moção aprovada, os deputados pedem que sejam comunicados à Assembleia Municipal de Odemira os números reais de utentes inscritos e quais os que têm acesso a médico de família, assim como os investimentos previstos em termos de infraestruturas e equipamentos de saúde. Uma larga fatia do território nem acesso a farmácia tem!
As graves deficiências existentes no acesso aos cuidados de saúde no Concelho de Odemira e a falta de meios humanos no Hospital do Litoral Alentejano, agravadas pelo considerável aumento da população residente e dos visitantes no Verão, estão na base do contínuo descontentamento das populações com as situações relatadas.
Na legislatura anterior foi possível aprovar uma Nova Lei de Bases da Saúde e romper com a lei do PSD e do CDS que dava primazia ao negócio e prioridade aos privados na saúde. Com esta Nova Lei de Bases reforça-se o papel do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e do princípio da saúde como um direito. Mas agora é preciso passar das palavras às acções, regulamentando a Lei de Bases e implementando as medidas necessárias para concretizar a nova lei, defende o Bloco de Esquerda.
Pedro Gonçalves 932609541 pedro1499@gmail.com

06.03.2020

image58

Corona em Odemira.

A RIO entrou em contacto com o Centro de Saúde de Odemira, onde ninguém quis prestar declarações, remetendo-nos para a Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano.
Aqui também nada nos foi adiantado de concreto, sendo que seguiu ontem um caso suspeito para Lisboa, mas de momento nada está confirmado.
Só a Direção Geral de Saúde (DGS) está mandatada para informar os casos confirmados de infeção pelo COVI-19, vulgo coronavírus.
Tudo o que não seja confirmado pela DGS não passa de rumores. Há que manter a calma. O alarmismo é como um vírus que se espalha rapidamente, e também é perigoso.
O melhor é saber o que fazer e por isso aqui fica o link para o SNS24.
https://www.sns24.gov.pt/…/doencas-in…/coronavirus/covid-19/

06.03.2020

image59

Dia 29 de Fevereiro, foi dia da Zambujeira do Mar receber a 1ª Etapa do "Circuito de Bodyboard 2020 - Supermercado Supercarvalhal".

1º Etapa do Circuito Bodyboard 202O dia amanheceu com um pouco menos vento (onshore) que o esperado, e na verdade (tendo em conta um dia de onshore), tivemos durante a maior parte do dia, ondas que permitiram boas performances dos atletas em prova.
A manhã iniciou-se com a primeira ronda do OPEN onde, em quase todos os heats, presenciamos bons momentos de bodyboard. Alguns dos miúdos da nova geração também a mostrarem que cada vez mais se estão a afirmar na categoria OPEN.
A prova prosseguiu até à meia final OPEN, e de seguida entraram na água os sub18!
Destaques dos sub18, para o "suspeito do costume", Rafael Cabral! Mas também para Duarte Firmino, que tem evoluído bastante de há algum tempo para cá, como viria provar também mais tarde na categoria OPEN.
Seguimos para o MASTERS, onde a boa disposição imperou, mas onde também se puderam observar bons momentos de bodyboard.
Depois de um longo dia de competição, voltamos ao OPEN para a derradeira final! Nesta final, José Elias destacou-se ainda nos primeiros minutos do heat, com um rollo bastante power e seguiu depois num bom ritmo até ao final do heat. Rafael Cabral, mostrou-se também muito consistente, e um sério candidato à vitória. Já Duarte Firmino, a fazer a sua primeira final OPEN, teve uma prestação competente, mas faltaram-lhe ondas mais power. Tomás Rosado, teve um pouco mais desencontrado com o mar do que nos seus anteriores heats, coisa que pode acontecer por vezes até atletas mais experientes, como é o caso do Tomás.

Resultados:
Sub18:
1. - Rafael Cabral
2. - Duarte Firmino
3. - Ricardo Megue
4. - Francisco Aleixo

Masters:
1.- José Leal
2. - João Mendes
3. - Cláudio Domingos
4.- Francisco Machado
5. - Tiago Máximo

OPEN
1. - José Leal
2. - Rafael Cabral
3. - Duarte Firmino
4. - Tomás Rosado

Em jeito de resumo, tivemos mais um excelente dia para o bodyboard da região sul, com bastante confraternização, e também com boas performances.
A próxima etapa será em Maio, e estão todos convidados a aparecer!

05.03.2020

image60

Gigante química deixa de produzir pesticida ligado a danos cerebrais em crianças

A Corteva Inc. – a maior fabricante do mundo de clorpirifos – anunciou que vai deixar de produzir este pesticida até ao final do ano.

O clorpirifos, geralmente vendido sob o nome comercial Lorsban e Dursban, é utilizado em diversas culturas, como os citrinos, o milho, as amêndoas e a vinha, mas tem sido associado a efeitos nocivos para a saúde humana, incluindo danos cerebrais em crianças.

A empresa apontou a diminuição da procura e a redução das vendas como factores por trás da decisão de acabar com a produção, sublinhando a sua convicção de que o produto fitofarmacêutico é seguro.

Nos EUA, o maior mercado da Corteva para o clorpirifos, a procura é inferior a 20% do que era no seu ponto máximo nos anos 90. A empresa antevê que venha a cair ainda mais, com a entrada em vigor de novas restrições, incluindo a proibição na União Europeia e na Califórnia.

A Corteva nasceu da fusão da Dow Chemical e da DuPont e, no ano passado, concluiu o seu processo de separação da DowDuPont, passando a operar como empresa independente.

“O facto de uma figura tão central estar a dizer que vai abandonar a produção é muito importante. É um forte sinal de que as pessoas não querem pesticidas neurotóxicos na sua comida”, disse Marisa Ordonia, do grupo Earthjustice. “Vamos continuar a lutar para garantir que as crianças e os trabalhadores agrícolas estão protegidos.”

No ano passado, a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA, na sigla em inglês) reverteu os planos apresentados durante a presidência de Barack Obama para proibir a utilização do inseticida em explorações agrícolas.
Foto: Austin Valley/Flickr

02.03.2020

image61

Juntos pelo Sudoeste - Movimento de Cidadãos de Odemira e Aljezur em Defesa do Sudoeste

Juntos pelo Sudoeste - Movimento de Cidadãos de Odemira e Aljezur em Defesa do Sudoeste
(JPS), entrega já na próxima segunda-feira, 2 de Março, na Assembleia da República uma
petição pública com cerca de seis mil assinaturas, que tem como objectivo primordial um
debate sério sobre a situação do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
(PNSACV), face ao avanço descontrolado e desproporcional da agro-indústria, nomeadamente
as culturas cobertas por quilómetros de plástico, num modelo agrícola em regime intensivo
que tem posto em causa a integridade social, ambiental e económica do território.